GUSTAVO BOMBONATO: NOVOS HORIZONTES APONTAM

por N8 Prods postado


Ganhei o cd do próprio Gustavo Bombonato em um Seminário de Gestão de Cultural do qual participamos em Votuporanga, SP, sua terra natal. Em nossa conversa pessoalmente, pelo WhatsApp e depois por email, ele disse ter sido matriculado pela avó em uma escola de música no curso de teclado, que tocou em uma banda de baile e que aos 18 anos foi estudar no famoso e consagrado conservatório em Tatuí, SP. Essa fase em Tatuí é recorrente na biografia descrita em seu site, nas matérias sobre o artista, em suas entrevistas e na sua troca comigo.

Apesar de ter tocado em navios de cruzeiro e conhecido meio mundo, ao conversar com o músico e compositor, tudo parece se resumir a sua formação em Tatuí, mas vamos em frente. Gostaria de abordar outros aspectos da sua vida e carreira, mas toda resposta tem em seu começo, meio ou fim alguma citação a algum professor ou músico formado por lá.

Ele conta que em seus primeiros contatos com a música, conhecia bem pouco de Bossa Nova e um pouco de Choro. Depois tocou Boleros, Tangos, Cha cha cha, Mambo em banda de baile por 3 anos e no conservatório conheceu e estudou Jazz, Bebop, Baião, Samba, Frevo, Maracatu, etc

Por indicação de um amigo, embarcou em um navio de cruzeiro para fazer “a Rota do Nordeste no Brasil, tive a oportunidade de visitar diversas vezes Fernando de Noronha, Natal, Recife, Fortaleza, Salvador, etc”, disse Gustavo. Ele ainda me conta que seu primeiro embarque internacional foi para a Rota do Mar Mediterrâneo, passando por cidades italianas, francesas, entre outros paises. “Logo após foi Caribe como Aruba e Curação, em Seguida Fiordes na Noruega e Mar Bático como Rússia, Estocolmo e Finlândia. Cada embarque durava de 6 a 8 meses na Europa e de 4 meses no Brasil”, finaliza.

Dotado de profundo conhecimento musical, Gustavo atravessou o litoral europeu como pianista da Companhia Espanhola Marítima de Cruzeiros Pullmantur, além de se apresentar em outros Transatlânticos como o Navio Finlandês Amorella (Companhia Viking Line).

Ele conheceu lugares como o “Coliseu de Roma, a cidade de Pompéia nas proximidades do Vesúvio e também no Ártico, a Islândia e Groelândia...” e classifica como os locais que mais gostou de conhecer nesse período foram “Porto Venere, na Itália, uma ilha e Santorini na Grécia”.

Solteiro por convicção e sem filhos, pretende voltar ao mar em breve embarcando novamente em navio de cruzeiro. Gustavo Bombonato tem cerca de 100 composições e diz que “hoje em dia são feitas por trechos ou compassos. Não me preocupo muito com a Quadratura se é terminação de compassos par ou ímpar ou perfeita e imperfeita. Termino a música por intuição quando acho por exemplo até aqui deu certo. Fim.”

A capa e o trabalho gráfico do seu disco é assinada por um grafiteiro e artista plástico e é muito bonito. Gustavo Bombonato me confidencia que “não consigo tornar-me parte e fazer alguma outra manifestação de arte, além da música em geral, mas que acha bonito e admira a dança, em especial o Tango, que adora a Pintura e as Esculturas em Geral.”

Seu disco está a venda nas principais plataformas digitais porque segundo ele “...no Mundo as pessoas têm cada vez mais ouvido música digitalmente, somente no celular ou no tablet e tem deixado os tocadores de cd de lado. O cd hoje funciona pra mim como uma espécie de cartão de visita para fechar shows em Sescs e Festivais.”

Suas influências no Brasil são: Chico Pinheiro, Tatiana Parra, Tom Jobim entre outros e Fora são: Herbie Hancock, Tigran Hamasyan, Vardan Ovsepian, isso no piano. Nos outros instrumentos: Charlie Parker, Cole Porter e Chet Backer.

Este projeto, intitulado “Novos Horizontes Apontam”, seu primeiro álbum de música instrumental, nasceu em 2016 e conta com a ilustre participação de grandes músicos como o baterista e compositor Realcino Lima Filho (conhecido como “Nenê”, já gravou com Egberto Gismonti, Milton Nascimento, Hermeto Pascoal e Elis Regina, grandes nomes da Música Popular Brasileira); Lincoln Cheib; Fernando Corrêa; Alberto Luccas ; Enéas Xavier; Diego Garbin; Sérgio Frigério; Esdra “Neném” Ferreira; Rodrigo “Digão” Braz; Raphael Ferreira e André Lagoin.

Gravado no Estúdio BRC em São Paulo pelos Engenheiros de Áudio, Bruno Cardozo e Luís Paulo Serafim (LP). Gravação Adicional: Usina Estúdio em Belo Horizonte pelo Engenheiro e Baixista, Enéias Xavier. Técnico e Afinador de Piano: Olívio Valarini Junior (Tuca). Mixagem: Luís Paulo Serafim (LP). Masterização: Mike Couzzi U.S.A. Ilustrações: Edgard Andreatta. Design Gráfico: Giulliano Paraventi e José Antonio Morelli.


Dê o play, macaco!
Site Oficial | CATALOGO


1.Cone de Fogo (5:52)
2.Convidando a Meninada pra Festa (6:39)
3.Gradativo e Constante (6:10)
4.Sala de Espera (3:24)
5.Dá um relax, né Bicho! (8:33)
6.Novos Horizontes Apontam (6:44)
7.Mr. Spaik (4:34)
8.Lá pras bandas do Guará, Conhecimento eu vou Buscar (10:31)
9.Deixou saudades (6:38)

Antonio Carlos Nicolau, 45, tem formação em TI, mas é produtor cultural.

0 comentários:

 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!