DJ TUDO: NOS QUINTAIS DO MUNDO - MY COMMUNITY IS HUMANITY

por N8 Prods postado

Imagina música eletrônica regional. Vamos lá… tente! Música regional: carimbó, xote, maracatu, baião, músicas indígenas, frevo sob a pegada eletrônica. Estranho? Talvez ao pensar, porque escutar faz todo sentido. Aliás é tudo tão orgânico que não dá pra colocar esse álbum na caixinha eletrônica, seria muito pouco e pobre. Ele pode ser drum´n bass, funk, acid jazz, hip hop sem deixar de ser regional.

Baixista de formação, Alfredo Bello a.k.a Dj Tudo produziu o álbum do Nei Zigma, já postado por aqui, e só isso bastaria para minha admiração. Ele também é amigo de Mad Professor, um dos maiores músicos e produtores de Dub. Acontece que além disso, o cara além de gente boa é um colecionador vinil e pesquisador de música como poucos. Dizia a lenda, que ele já precisou ter uma casa alugada só para seus discos. Se é verdade ou não, não lembro se perguntei e se perguntei não lembro a resposta.

Aliás não tive a honra de conhecer nenhum colecionador/pesquisador desse nível, apesar de saber da existência de muitos desses loucos. Nos conhecemos quando produzi com um amigo, uma festa de aniversário do Lanny Gordin. Ele foi convidado a discotecar, aceitou e fez uma sonzera. Nesse dia conversamos pouco, mas o pouco que conversamos foi muito legal e rolou uma empatia mútua.

Ao produzir uma exposição de capas do artista gráfico, Elifas Andreato, pensamos numa discotecagem com repertório a partir do acervo exposto e logo pensei nele. Discotecar não era exatamente a dele, mas a fim de conhecer a lenda, ele topou e mais uma vez, vi ele fazer uma sonorização primorosa, lembrada até hoje.

Nesse altura do campeonato ele tinha acabado de produzir o álbum “Nos quintais do Mundo – My community is Humanity” sobre a alcunha de Dj Tudo e sua gente de todo lugar pelo seu selo, o Mundo Melhor. Ganhei o disco, escutei e escuto sempre e mesmo sendo de 2010 é recente, quente, contemporâneo, talvez vanguardista pra nossos dias. O que escutei é o resultado de mais de 1250 horas de registros em áudio e 600 horas de vídeo feitos pelos interiores do Brasil em festas populares, nações musicais e transes religiosos.

Escolhidas algumas gravações de seu acervo, como o Maracatu Encanto da Alegria; o Ijexá do Afoxé Alaxé; o Boiadero Jaquatiara; a Tribo de Índio, registrada no bairro de Chão de Estrelas; e os Índios Pankararu, registrados no povoado do Brejo dos Padres em Tacaratu, Pernambuco, entre outras, DJ Tudo parte então para Europa e África. Muitos registros foram captados na França, Senegal, Inglaterra, Escócia e Suécia além do Brasil.

“Nos quintais do Mundo – My community is Humanity”, do “DJ Tudo e sua gente de todo lugar”, feito no Brasil, Europa e África, um manifesto multiculturalista. Produzido por Alfredo Bello aka DJ Tudo exceto as faixas “Quero bater no Pandeiro”, “A Barquinha de Noé”, “Viagem à tribo” e “Baião Antigo” por Mad Professor vs. DJ Tudo e “Gaita Mestra Cockin Soup mix” por Adrian Sherwood vs. DJ Tudo.

Editado por Alfredo Bello entre outubro de 2009 e janeiro de 2010 em aviões, salas de esperas, metrôs, trens, onibus por vários países da Europa e vários estados do Brasil. Gravado entre 2002 e 2010 no Brasil, Europa e África. Mixado por Maira Martucci Nabayashi, faixa 2 por Adrian Sherwood, faixas: 5, 6, 7, 10 por Mad Professor Faixa: 2, produzida por Adrian Sherwood, faixas: 5, 6, 7, 10 por Alfredo Bello, Mad Professor. Masterizado por Leonardo Nakabayashi no Estudio Banzai. Ilustrações e design gráfico: Daniel cabral. Fotos:Alfredo Bello e acervo pessoal dos músicos



Dê o play, macaco!
Download | Discogs | Selo Mundo Melhor

Dj Tudo + gente de todo lugar - Baque Forte (5:06)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Gaita Mestre (cock Soup Mix) (3:57)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Sou Massapé (My Community Humanity) (5:00)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Afro Jam (4:36)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Baião Antigo (O Canto da Sereia) (5:45)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Quero Bater no Pandeiro (4:50)
Dj Tudo + gente de todo lugar - A barquinha de noé (5:49)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Malandrinho, o maxixe (4:37)
Dj Tudo + gente de todo lugar - vamos ver Santa Efigênia (4:42)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Viagem à tribo (8:31)
Dj Tudo + gente de todo lugar - Gaita Mestra (Remix brasileiro) (4:58)

Antonio Carlos Nicolau, 45, tem formação em TI, mas é produtor cultural.

0 comentários:

 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!