BLUNDETTO: BAD BAD THINGS

por pitera postado

Desde que foi dada a largada pró-exportação da música jamaicana na década de sessenta, muito tem sido feito e experimentado com as possibilidades únicas ofertadas pela malemolência jamaicana. Centro da indústria musical naqueles idos tempos, a Inglaterra era o destino das primeiras safras através de compilações, singles e albums. Assim se explica o espanto e a comoção, precedentes para o posterior flerte, de gente como Stones, The Clash, e até Caetano Veloso que na época exilado na Europa, se vangloria de ter abrido as portas para a presença do reggae na música popular brasileira, com a música Nine out of ten do disco Transa. Muito tempo se passou desde então e continuamos a ver coisas incríveis sendo feitas com a inserção de principalmente reggae e dub, digamos os mais versáteis rítmos da ilha caribenha. Temos pessoas como Shawn Lee, Clutchy Hopkins, Lord Echo, além dos brasileiros, Daniel Ganjaman, Rica Amabis e Bid que usam e abusam dos gêneros jamaicanos. Para não prolongar, fechemos a lista com a pedrada de hoje: o produtor francês Blundetto.

Projeto do produtor e músico francês Max Guiguet, Blundetto lançou "Bad Bad Things" em 2010. Neste disco, o produtor se apropria de maneira única da sonoridade jamaicana. Sua essência é o reggae e o dub, enquanto flerta com o downtempo, trip hop, entre outros. De mente aberta à experimentação, o produtor apresenta neste disco seu talento ímpar para experimentar uma mescla de inúmeros gêneros, fazendo emergir desse turbilhão de tons, pinturas sonoras envolventes. Para dar forma adequada ao seu trabalho capcioso, nada mais justo que extrair as essências mais ricas de cada elemento instrumental. Como um perfumista que procura a essência mais sedutora em diversas flores, Blundetto procura aquele toque especial em gente que também é conhecida por produzir boa música inovadora, desta forma, Shawn Lee; Tommy Guerrero; os metais da Budos Band; a voz surpreendente de Hindi Zahra; Chico Man; General Eletriks são escalados. E fazem arte de primeira. Os pontos altos estão nas canções White Birds e Voices que contam com Hindi Zahra, dona da voz que brota cheia de efeitos entorpecidos, perfeitos para o lirismo das mesmas, além da sinistra sessão de Shawn Lee com a Budos Band em "La Carretilla", Sunset Stroll ainda pontua com seus ares cinematográficos, além de Cuban Shirt, faixa que se vê com maior intensidade a experimentação com a música eletrônica. Vale muito conferir o trabalho de Blundetto, a satisfação é garantida.



Dê o play, macaco!
Download | Discogs | Soundcloud | Facebook

1. Blundetto - Nautilus (Feat. Shawn Lee) (3:56)
2. Blundetto - Voices (Feat. Hindi Zahra) (3:14)
3. Blundetto - Mustang (Feat. Budos Band Horns) (3:30)
4. Blundetto - Mi Condena (Feat. Chico Man) (4:05)
5. Blundetto - Cuban Shirt (3:37)
6. Blundetto - Party Animals (Feat. General Elektriks) (3:49)
7. Blundetto - White Birds (Feat. Hindi Zahra) (3:51)
8. Blundetto - My One Girl (Feat. Lateef the Truthspeaker) (3:50)
9. Blundetto - Ken Park (Feat. Tommy Guerrero & Shawn Lee) (4:46)
10. Blundetto - La Carretilla (Feat. Shawn Lee & Budos Band Horns) (3:00)
11. Blundetto - Bad Bad Things (3:18)
12. Blundetto - Sunset Stroll (Feat. General Elektriks) (3:46)

 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!