THE BEGINNING OF THE END: DISCOGRAFIA

por Johnny Wazagoo postado

Bahamas. Calorosos 1976. Muito sol e muito mais suor. Para viver de música ali, não era só musicalidade que teria que exalar da pele. Praias lindas, turistas ricos. Realidade crua, oportunidade casta. Ideia boa, vibração forte, fé e música! The Beginning Of The End é o nome calamitoso da mais espetacular banda de funk caribenho de todos os tempos. Formada em Nassau, pelos irmãos Munnings, no final da década de 60. Resistentes bem sucedidos e pouco aclamados do quase devastado cenário, hoje chamado, afro-cuban-jazz das ilhas. É sabido que rótulos apenas guiam, não demarcam de fato e nada garantem! Mas, que assim seja. Afinal, esta banda poderia apresentar-se com qualquer novo adjetivo, gênero, classe, ou tag. Canções magníficas rodeadas por estupefatos vocals e backing-vocals. Metaleira de tirar o fôlego de forma peculiar a cada descarrego. Guitarra e baixo, ora duetando, ora guerreando intimamente. Teclas fazendo a cama mais macia e promíscua possível.

Ataques virtuosos do funk, chavões emocionantes do soul, groove do mais psicodélico rock'n'roll e naturalidade na pressão do jazz! Tudo isso essencialmente suingado pelas raízes dançantes das música popular caribenha. Raphael 'Ray' Munnings (organ e vocals), Liroy 'Roy' Munnings (guita e vocals), Frank 'Bud' Munnings (batéra, conga e vocals) e Fred Henfield (baixo) são os nomes dos bois. A requintadíssima sonoridade da banda, alimentada sempre pela insaciável e inveterada sessão rítmica, se faz muito moderna e piamente valorizada hoje (assim como muita coisa de '76). Antes da banda sentir na pele o peso do próprio nome, foi tida como "a grande exterminadora de bandas locais". Não por menos! Mas, para o desprazer geral, poucos frutos foram colhidos. The Beginning Of The End, durou apenas o suficiente para duas sessões oficiais em estúdio. Tais delícias rupestres especialíssimas são altamente recomendadas e consumidas pelos mais saudosistas amantes da boa música!

O primeiro disco, de 1971, "Funky Nassau" tomou a cena de assalto. Produzido pela incógnito Steve Alaimo, atingiu a marca de um milhão de cópias vendidas. Seu hit multi-étnico, "Funky Nassau Part.1", ganhou o mundo e tornou-se uma fotografia ilustre da cena funk de Bahamas. Todo arranjado pelos irmãos Munnings este disco é de uma virtuose absurda. Quebradeira de cabo à rabo! Vertentes xarás do fervor da música-negra brasileira também podem ser, de longe, observadas. Ladeiras sonoras têm na mão a faca, na contramão o queijo. "Surrey Ride" tem a contra-passo acelerado de herança caribenha. "Pretty Girl" se disfarça de blues e passa como a mais tranquila (e alienada ao mesmo tempo) do disco. "Sleep On Dream On" é a sobressalente: introdução promitente e malemolência latino-americana. Enfim, totalmente excelente, my brother!



Dê o play, macaco!
Download | Bandcamp | Discogs | Facebook

1. Funky Nassau - Funky Nassau Part 1 (3:11)
2. Funky Nassau - Funky Nassau Part 2 (2:34)
3. Funky Nassau - Come Down (3:15)
4. Funky Nassau - Sleep On Dream On (4:04)
5. Funky Nassau - Surrey Ride (4:38)
6. Funky Nassau - Monkey Tamarind (3:40)
7. Funky Nassau - In The Deep (4:53)
8. Funky Nassau - Pretty Girl (5:04)
9. Funky Nassau - When She Made Me Promise (4:24)

###

Carregando o mesmo nome da banda, "The Beginning of the End", de 1976, já apresenta o amadurecimento precoce da banda. Peso administrado com agudeza, timbres mais fiéis ao ato e colaborações profundas entre os músicos. "Super Woman" abre alas para faixas tão grandes quanto.  Coeso, preciso, solto e ácido. Sem destaques claros, é um disco de quilate impagável. Ray Munnings canta de olhos fechados e coração aberto. Deixando-o de queixo caído e ânimo desperto. Solos de trompete, trombone, flauta e sax polipulmonares. Envolvimento explícito entre a banda e seu intento mais nobre de "fazer música". Recomendo pra agora escutar apenas da primeira à última faixa – indubitavelmente nessa ordem. Nossos parabéns e uma salva de palmas à The Beginning Of The End!



Dê o play, macaco!
Download | Bandcamp | Discogs | Facebook

1. Beginning Of The End - Super Woman (5:06)
2. Beginning Of The End - Trip To Nowhere (5:33)
3. Beginning Of The End - Jamaica (6:19)
4. Beginning Of The End - I've Got The News (5:10)
5. Beginning Of The End - Falling Apart At The Seams (4:02)
6. Beginning Of The End - That's What I Get (6:58)
7. Beginning Of The End - Bluestrain (3:56)
8. Beginning Of The End - Jump In The Water (4:23)
9. Beginning Of The End - Bahamian Boogie (3:22)

 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!