STUDIO ONE RUB-A-DUB

por pitera em

A frase que define o post de hoje é: "Oficina de Macacos Inna Rub-a-Dub Style!". Assim, com satisfação,  trazemos à deleite dos ouvintes essa pedrada de alto quilate. A Studio One é sinônimo de qualidade e o disco de hoje não foge à regra! A denominação rub-a-dub pode ser relacionada com o que mais tarde ficou conhecido por dancehall. Caracterizado principalmente pela estabilidade rítmica e a presença dos vocais, que recebem mais foco. É um gênero composto por linhas de baixo marcantes e um tanto quanto retilíneas, acompanhadas obrigatoriamente por uma instrumentação percussiva marcante (aí está a profundidade e a maresia do dub) e por ora uma seção de metais.

O que prevalecem de fato são os vocais, que em conjunto com a seção rítmica conduzem o ouvinte ao êxtase. Mas este disco é heterogêneo em alguns aspectos. É um álbum que aborda uma variada gama de vocais: fazem-se presentes em seu conteúdo tanto vocais mais melódicos, privilegiando os backings vocals e o lirismo do cantor - sendo assim mais associável ao reggae - quanto vocais mais agressivos (não em mensagem, mas em métrica) com o teor característico do ragga. A seção rítmica também não foge à essa regra, transitando na ponte reggae-dub-dancehall.

Uma nascente característica que florescia do contexto musical jamaicano nos anos setenta era o rearranjo de canções clássicas. Tal fato explica a presença de, por exemplo, "Natural Mystic" neste álbum, interpretado por Jennifer Lara. O estilo moderno do dancehall, caracterizado pela presença de um deejay ou um "mcjay" que mandam suas rimas sobre riddims conhecidíssimos, tem como raiz essa fonte fértil dos saudosos anos setenta. Cornel Campbell, The Heptones, Johnny Osbourne e muitos outros artistas lendários prometem fazer os ouvintes pirarem. Destaques para os vocais alucinados de Rapper Robert & Jim Brown em "Minister for Ganja", o lirismo de Barry Brown em "Give Love", a suave e aveludada voz de Johnny Osbourne em "Forgive Them", e por fim o grande flow de Lone Ranger em "Natty Chalwa". Altamente recomendado!


Dê o play, macaco!
"[2007] Studio One Rub-a-Dub"

1. Cornell Campbell - My Conversation (5:18)
2. Lone Ranger - Screw Gone A North Coast (2:49)
3. Judah Eskender Tafari - Danger In Your Eyes (2:53)
4. Rapper Robert And Jim Brown - Minister For Ganja (3:13)
5. Freddie Mcgregor - How Could You Leave (3:08)
6. Barry Brown - Give Love (2:49)
7. Len Allen Jnr - White Belly Rat (3:16)
8. Johnny Osbourne - Forgive Them (2:37)
9. Jennifer Lara - Natural Mystic (3:40)
10. Horace Andy - Happiness (4:54)
11. Rapper Robert And Jim Brown - Pirate (3:21)
12. Willie Williams - Keep On Moving (2:58)
13. Papa Michigan And General Smiley - Jah A The Creator (4:25)
14. The Ethiopian - Empty Belly (2:06)
15. Earl 16 - No Mash Up Di Dance (2:53)
16. The Jay Tees - Forward To Jah (3:10)
17. Lone Ranger - Natty Chalwa (3:01)

0 comentários:

Postar um comentário

 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!