CURTIS MAYFIELD: SUPERFLY (SUNSPOTS LIMITED EDITION)

por pitera postado

*NOTA: Após um certo tempo de pesquisas frustradas, informações desconexas e downloads equivocados, orgulhosamente venho repostar, devidamente argumentado, este que é um dos mais importantes projetos na nossa Oficina de Macacos. Este clássico do movimento negro tem "somente" 28 edições lançadas em todo mundo! A versão que disponho agora é a edição especial limitadíssima de apenas 1500 cópias lançada em 2002, apenas na Itália, pelo selo incógnito Sunspots. Para mais info sobre tal edição, clique aqui ou aqui! ~repostado por zinhotrinta

A importância de Curtis Mayfield ainda será reconhecida e ele saudado como um dos maiores gênios da história da música popular. Cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador, produtor, empresário, produtor executivo - ele não apenas sabia fazer de tudo como fazia tudo bem. Seu controle de qualidade fez com que Chicago entrasse na disputa com Detroit e Memphis pelo troféu de capital do soul americano nos anos 60.

Em Chicago, Curtis compunha canções para ele mesmo arranjar, tocar e cantar ao lado de sua primeira banda, os Impressions. Junto e misturado a sua banda formada por Jerry Butler, Sam Gooden e os irmãos Arthur e Richard Brooks, Curtis Mayfield foi um dos primeiros compositores a falar de direitos civis e do orgulho negro, sendo rapidamente assimilado por quase todos que ouviram suas canções. Os temas de suas canções eram sempre sérios, mas cantados de forma pacífica e apaixonada. Com arranjos doces e marcantes (como seu próprio falsete, um primor de voz), ele convidava o ouvinte a refletir sobre a realidade, ao mesmo tempo em que condensava sentimentos em frases simples. A banda encarnava a atmosfera irresistível ao exercitar dotes vocais vindos do doo-wop e do gospel, levando o soul à mesma direção que os Beach Boys guiavam o rock.

Curtis saiu dos Impressions em 1970, para desenvolver suas próprias idéias em carreira solo, Curtis não deixaria gravadora nenhuma intrometer-se em seu trabalho e resolveu lançar os seus próprios através da Curtom Records, sua nova empresa. Seus primeiros discos davam-lhe razão pela carreira seguida: "Roots" (1971), "Curtis" (1972) e "Curtis Live" (1991) mostravam todo potencial que ele escondia por trás de simples canções pop. Suas novas canções davam margem a improvisos jazz-funk de apelo impossível de resistir.

Ironicamente, o disco em cujo empenho artístico Mayfield foi mais precioso não era sequer um álbum seu! Convidado para fazer a trilha sonora do filme "Superfly" (baixe o filme agora!), ele viu no projeto a chance de cantar a vida no gueto sem forçar a barra. Até então, suas canções falavam de temas sociais, mas nunca sem entrar em detalhes mais fortes, sempre traçando um panorama e descrevendo uma paisagem sentimental com palavras e canções. Ao colocar a lente de aumento sobre a vida de um traficante disposto a fazer seu último negócio e se aposentar, Curtis fotografa uma parte da vida americana praticamente ignorada pela mídia.

Era o início do que mais tarde seria conhecido como o gênero blaxploitation. Filmes feitos por negros sobre o glamour da bandidagem e da vida na sarjeta, eles contavam com trilhas sonoras matadoras, compostas basicamente de grooves cavalares e funks frenéticos, usados em cenas de sexo, tiroteios ou perseguição. Precursores do "gangsta rap", essa geração era igualmente conhecida por sua apologia ao excesso. O estereótipo gigolô de fala mansa, terno cor-de-rosa, chapelão amarelo, charuto e sapato de couro de crocodilo nasceu deste universo blaxploitation. Todos os traficantes que vimos mais tarde, em "Miami Vice" ou "Anjos da Lei", são atualizações oitentistas para clichês inventados naquela época.


Dê o play, macacos!
"[2002] Superfly (Sunspots Limited Edition)"

- CD1: Superfly Original Soundtrack
1. Curtis Mayfield - Little Child Runnin' Wild (5:26)
2. Curtis Mayfield - Pusherman (5:05)
3. Curtis Mayfield - Freddie's Dead (5:29)
4. Curtis Mayfield - Junkie Chase (Instrumental Version) (1:40)
5. Curtis Mayfield - Give Me Your Love (Love Song) (4:20)
6. Curtis Mayfield - Eddie You Should Know Better (2:20)
7. Curtis Mayfield - No Thing On Me (Cocaine Song) (4:58)
8. Curtis Mayfield - Think (Instrumental Version) (3:48)
9. Curtis Mayfield - Superfly (4:00)

- CD2: Bonus Tracks & Alternate Versions
10. Curtis Mayfield - Freddie's Dead (Single Mix) (3:20)
11. Curtis Mayfield - Superfly (Single Mix) (3:08)
12. Curtis Mayfield - Freddie's Dead (Instrumental Version) (4:48)
13. Curtis Mayfield - Pusherman (Alternate Mix With Horns) (6:10)
14. Curtis Mayfield - Ghetto Child (3:18)
15. Curtis Mayfield - Junkie Chase (Full-Length Version) (4:18)
16. Curtis Mayfield - No Thing On Me (Instrumental Version) (4:37)
17. Curtis Mayfield - Militant March (From The Film Score) (0:54)
18. Curtis Mayfield - Eddie You Should Know Better (Instrumental Version) (2:17)
19. Curtis Mayfield - Radio Spot #1 (0:28)
20. Curtis Mayfield - The Underground (Demo Version) (3:13)
21. Curtis Mayfield - Check Out Your Mind (Instrumental Studio Jam) (4:06)
22. Curtis Mayfield - Radio Spot #2 (0:28)


 
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR EMAIL!

Inscreva seu email para receber nossas atualizações. Garantimos bom conteúdo e nenhum spam!

QUERO FAZER PARTE DO TIME!
Você escreve e quer publicar aqui suas resenhas sobre música? Faça parte do nosso time de colaboradores! Clique aqui para entrar em contato.
ENCONTROU ALGUM LINK QUEBRADO?
Clique aqui para nos informar sobre links quebrados ou qualquer erro ocorrido. Agradecemos e tentaremos corrigí-los o quanto antes.

FACEBOOK

Fique sempre atualizado

Queremos te manter informado! Inscreva aqui seu email e passe a receber automaticamente as nossas atualizações e novidades em sua caixa de entrada!